Ministro da Justiça compara lista de Janot à lista de Schindler

Ministro da Justiça compara lista de Janot à lista de Schindler

.

Luiza Pollo

07 Março 2017 | 19h08

Foto: Joédson Alves/EFE

Foto: Joédson Alves/EFE

O novo ministro da Justiça Osmar Serraglio, comparou no discurso de posse a lista de Janot à lista de Schindler. O ministro justificou que fez a ligação uma vez que, segundo ele, os nomes da lista de Schindler também não eram conhecidos assim como ocorre neste momento com os da lista de Janot. “Ninguém conhecia a lista de Schindler. Eu não acho nada da lista do Janot. Eu não sei o que tem lá”, afirmou causando constrangimentos na plateia.

A lista de Schindler reunia os nomes dos judeus que trabalharam para o empresário alemão Oskar Schindler e que acabaram salvos por ele do Holocausto causado por Adolf Hitler na 2ª Guerra Mundial

Já a lista de Janot vai incluir os nomes de políticos que devem ser investigados no STF por suposto envolvimento no esquema de corrupção da Lava Jato.

Durante todo seu discurso o ministro não mencionou a operação Lava Jato. Sequer citou o nome da investigação mais importante da Polícia Federal, instituição vinculada à pasta da Justiça.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

Osmar Serraglio