Ministro coloca ex-assessor de Cunha e Geddel para intervir na Saúde

Julia Lindner

05 de junho de 2022 | 05h00

Encarregado da relação com o Congresso, o novo ministro da Secretaria de Governo, Célio Faria, escalou o seu secretário-executivo, Carlos Henrique Menezes Sobral, para ajudar a acelerar demandas de parlamentares no Ministério da Saúde. Sobral foi assessor de Eduardo Cunha e Geddel Vieira Lima. Deputados e senadores estavam insatisfeitos com o time de Marcelo Queiroga.

Célio Fária Júnior e presidente Jair Bolsonaro. Foto: Reprodução/Facebook Célio Faria Júnior

ONDE. O Ministério da Saúde é uma das pastas que mais repassam verbas de emendas a redutos políticos de parlamentares, pela via rápida do Fundo Nacional de Saúde.

MÁGOA. Governistas também são unânimes nas queixas contra o ministro da Justiça, Anderson Torres. Numa das reuniões de líderes do governo, um parlamentar chegou a dizer que é mais fácil encontrar Bolsonaro do que o ministro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.