Ministério da Saúde avança para adquirir a ‘vacina russa’

Ministério da Saúde avança para adquirir a ‘vacina russa’

Coluna do Estadão

27 de janeiro de 2021 | 05h00

FOTO: MINISTÉRIO DA SAÚDE

O Ministério da Saúde se mexeu para adquirir a Sputnik-V e estabeleceu critérios a serem seguidos pela farmacêutica União Química: a taxa de eficácia da vacina precisa superar 50%, a fase 3 de testes deve estar em andamento no País e o pedido de uso emergencial, ter sido enviado à Anvisa. “O ministério está disposto a formalizar tratativas comerciais para a eventual aquisição de lotes do imunizante de forma a aumentar o mais brevemente possível a oferta de imunizantes à população brasileira”, diz ofício assinado anteontem pelo secretário-executivo da pasta, Elcio Franco.

Com Doria… No governo federal, a avaliação é de que a aprovação da Sputnik-V pode dar ao Executivo vantagem na “competição” com João Doria, porque o laboratório brasileiro União Química, responsável pela fabricação do imunizante russo no Brasil, teria capacidade de produzir até 8 milhões de doses/mês.

…na cabeça. A “vacina russa” começa a ser vista como “contraponto” à Coronavac. O Planalto, segundo apurou a Coluna, estaria pedindo celeridade ao ministério e à Anvisa.

Pressa. Interlocutores da União Química esperam conseguir até o fim desta semana liberar na Anvisa o início dos testes da fase 3 da Sputnik-V. Com o ‘ok’ da Anvisa em mãos, a empresa poderia fazer o pedido de uso emergencial do imunizante em seguida, já na próxima semana.

Entrevista. Carlos Alberto Di Franco recebe quinta-feira, 28, às 18h, em seu canal do YouTube, o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas. “Iremos conversar sobre as perspectivas do combate à covid-19 no Brasil e no mundo”, diz o jornalista do Estadão.

De olho. O Ministério da Infraestrutura nomeou a delegada da Polícia Federal Nelbe Ferraz de Freitas para coordenar a área de governança e integridade da Valec, estatal responsável pela construção e exploração de ferrovia, que já protagonizou escândalos de corrupção no passado.

SINAIS PARTICULARES.
Rodrigo Pacheco, candidato a presidente do Senado (DEM-MG)

Kleber Salles

Café no bule. Rodrigo Pacheco (DEM-MG), candidato a presidente do Senado, é representante do jeito mineiro de fazer política: apreço pelos bastidores e com o máximo de discrição.

É… A Frente Parlamentar Mista da Renda Básica apresentará aos candidatos à presidência do Senado e da Câmara pedido pela “imediata prorrogação do auxílio emergencial” até que seja aprovado um “programa de renda básica robusto para que nenhum cidadão seja desassistido”.

…pra já. O grupo, formado por 217 parlamentares, pede ainda que os candidatos retomem os trabalhos da comissão que discute a ampliação do Bolsa Família. Na presidência da frente agora está a deputada Tabata Amaral (PDT-SP).

CLICK. Eduardo Leite (PSDB-RS), Ronaldo Caiado (DEM-GO), Ilan Goldfajn e Paulo Hartung participaram de painel sobre desafios nos Estados em evento do Credit Suisse.

Coluna do Estadão

Marketing… O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, apresentará hoje, no Fórum Econômico Mundial, mecanismos para investidores estrangeiros contribuírem com a preservação e o desenvolvimento da floresta amazônica.

…verde. Diante da grande pressão global em cima do Brasil por causa da questão ambiental e com a mudança de perspectiva nas relações com os Estados Unidos do presidente Joe Biden, o banco vai mostrar exemplos de projetos bio-econômicos já implementados pela instituição no País.

PRONTO, FALEI!

Deputado Pedro Cunha Lima. FOTO: CLEIA VIANA/CÂMARA DOS DEPUTADOS

Pedro Cunha Lima, deputado federal (PSDB-PB): “Dizer que Bolsonaro não tem culpa por não ser o ordenador da compra do leite condensado é como falar que o governo do PT é corrupto, mas Dilma é honesta. Menos, pessoal. Faria um bem enorme ao Brasil se ninguém mais defendesse o indefensável”

COM ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA

Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.