Ministério da Economia quer Pacto Federativo a cargo do Senado

Ministério da Economia quer Pacto Federativo a cargo do Senado

Coluna do Estadão

15 de outubro de 2019 | 06h00

O governo federal definiu sua agenda econômico-legislativa para este resto de ano e decidiu mesmo deixar com o Senado a proposta do Pacto Federativo. Ainda falta definir quem, em linha com o Ministério da Economia, apresentará a proposta na Casa, o que deve ocorrer dentro de duas semanas, após a conclusão da tramitação da reforma da Previdência. A prioridade do Executivo na Câmara dos Deputados será fazer avançar a primeira fase da reforma tributária, com prioridade zero para a criação do Imposto Sobre Valor Agregado (IVA) Dual.

Vá que é sua. A decisão de deixar o Pacto Federativo com o Senado, por tabela, dá a Davi Alcolumbre, presidente da Casa, uma oportunidade de ser protagonista em tema de grande relevância econômica.

Novo formato. O Ministério da Economia já estuda maneiras de modernizar a gestão dos recursos do FGTS na Caixa Econômica para uma redução de custos.

Na ponta do lápis. Rodrigo Maia afirmou que a Caixa “rouba” R$ 7 bilhões do FGTS. Nas contas do banco, foram consumidos R$ 5 bilhões com a taxa de administração, mas pouco mais de 10% são usados para remunerá-lo. O restante vai para cobrir custos.

Era só… Convidado para vários eventos, Paulo Guedes não tem conseguido participar de todos, obviamente, e costuma avisar logo de cara os organizadores de sua impossibilidade.

…chamariz? Porém, em alguns casos, mesmo após a negativa dele, o nome do ministro é mantido até o fim na lista de participantes e palestrantes, o que vem desagradando à assessoria do Ministério da Economia.

Não… Tem muita gente intrigada com a seguinte afirmação de Eduardo Bolsonaro: “E o que os militares fizeram? Em 1985 devolveram o poder para a população civil, ou seja, fizeram eleições diretas para presidente da República”.

…entendi. A afirmação foi feita por Eduardo, cotado para ser embaixador do Brasil nos EUA, na abertura da CPAC, quando dizia que a esquerda quer reescrever a história. A eleição de 1985 ocorreu no Colégio Eleitoral, de forma indireta.

CLICK. O governador Rui Costa (PT) no Vaticano, onde acompanhou a canonização de Irmã Dulce: “Dia histórico para a Bahia e para todos os que têm fé em Deus”.

Cortina de fumaça. Conselheiros de Bolsonaro afirmam que é inócua a proposta da cúpula do PSL de não pedir de volta mandato dos deputados que se comprometam a não levar o fundo partidário caso deixem o partido. A última palavra é do TSE.

Fora… O Republicanos, antigo PRB, está se organizando para as eleições municipais de 2020 com objetivo de ir além do seu eleitorado mais fiel, o evangélico.

…do nicho. Pesquisa qualitativa mostrou que a associação à religião nas redes sociais já não é majoritária e, quando acontece, está mais ligada ao cristianismo de forma ampla do que à Igreja Universal, à qual o partido está atrelado.

Juntos. O presidente Marcos Pereira reuniu dirigentes estaduais e quer um discurso único focado em valores liberais e conservadores, de centro-direita.

Força total. A ordem é lançar candidatos a prefeito em todos os municípios com mais de 250 mil habitantes. Coligações com outros partidos nessas cidades precisarão ser aprovadas pelo diretório nacional.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG E JULIANA BRAGA. COLABORARAM JOSÉ FUCS E RICARDO GALHARDO.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: