Membros do TSE apostam em derrota de Lula por 5 a 2

Membros do TSE apostam em derrota de Lula por 5 a 2

Rafael Moraes Moura

31 Agosto 2018 | 22h37

Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Após o voto do ministro Edson Fachin a favor do registro de Lula, integrantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) traçam projeções para o resultado do julgamento, que deve avançar madrugada adentro.

A aposta consensual é a de que o registro de Lula será negado pelo plenário. A dúvida é o placar: derrota de Lula por 5 a 2 ou 4 a 3.

Para dois integrantes do TSE ouvidos reservadamente pela Coluna, a presidente do tribunal, ministra Rosa Weber, acompanhará Fachin, no entendimento de que não é possível afastar o entendimento do Comitê de Direitos Humanos da ONU de que Lula deve ter o direito de concorrer. Durante o voto de Fachin, Rosa Weber balançou positivamente a cabeça em diversos momentos.

A avaliação de dois membros do TSE é a de que os ministros Jorge Mussi, Admar Gonzaga e Tarcísio Vieira ficam do lado do ministro Luís Roberto Barroso contra o registro de Lula, já formando uma maioria para barrar as pretensões eleitorais do ex-presidente. A dúvida é a posição do ministro Og Fernandes, que foi efetivado na composição titular do TSE na última quinta-feira (30).