Médicos do Sírio Libanês vão examinar Bolsonaro

Médicos do Sírio Libanês vão examinar Bolsonaro

Naira Trindade

06 Setembro 2018 | 20h09

 

Uma equipe de médicos do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, embarcou para Juiz de Fora (MG) para examinar o estado de saúde do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) e avaliar se há chances de transferi-lo para São Paulo.

Segundo fontes ouvidas pela Coluna, os médicos vão ficar com o capitão reformado durante a noite e a transferência só deve acontecer amanhã pela manhã. Jair Bolsonaro foi esfaqueado na tarde de hoje durante uma carreata em Juiz de Fora.

Segundo informações da Santa Casa, onde ele está internado, foi constatada lesão da artéria mesentérica superior, que foi reparada, lesão transfixante do cólon transverso (intestino grosso) que foi reparada, e três lesões em intestino delgado, também reparadas.

A informação é de que Bolsonaro encontra-se estável, com pressão arterial normal e sem risco iminente de morte e a hemorragia está controlada.

Mais cedo, a Polícia Federal avisou que vai instaurar inquérito para apurar a agressão. A PF faz a segurança dos presidenciáveis. Bolsonaro foi um dos que solicitou o acompanhamento.