Marun vai pedir indiciamento de Janot na Lei de Segurança Nacional

Leonel Rocha e Renan Truffi

11 de dezembro de 2017 | 19h15

SINAIS PARTICULARES – CARLOS MARUN
ILUSTRAÇÃO – KLÉBER SALES

 

O relator da CPMI da JBS, deputado Carlos Marun (PMDB MT), vai pedir o indiciamento do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot na Lei de Segurança Nacional por ter concluído que ele instruiu o empresário Joesley Batista a gravar uma conversa com o presidente Michel Temer para produzir provas contra o peemedebista. Além de Janot, o relator também pedirá o indiciamento pelo mesmo motivo do ex-chefe de gabinete da PGR Eduardo Pelella e do ex-procurador Marcelo Miller.

A conversa, no Palácio do Jaburu, serviu de prova para Janot denunciar o presidente Temer. A Câmara, contudo, negou abertura de processo contra o presidente pelo Supremo.

Marun diz que os depoimentos e dados colhidos pela CPMI o fizeram chegar a essa conclusão. O deputado apresenta seu relatório nesta terça-feira. A previsão é que deve haver pedido de vista, o que adiará a votação do texto.

Na quinta-feira, Marun assume a Secretaria de Governo no lugar do ministro Antonio Imbassahy. (Leonel Rocha e Renan Truffi)

Tendências: