“Marconi não conseguiu usar R$ 44 milhões porque os projetos não eram qualificados”, diz Torquato

“Marconi não conseguiu usar R$ 44 milhões porque os projetos não eram qualificados”, diz Torquato

Naira Trindade

05 Janeiro 2018 | 17h49

Torquato Jardim. Foto: André Dusek/Estadão

O ministro da Justiça, Torquato Jardim, levantou números para desmentir o governador de Goiás, Marconi Perillo, no repasse de recursos para a segurança pública do Estado. Com uma planilha em mãos, o ministro exibe dados dos valores de R$ 1,27 bilhões distribuídos em 2017 pelo Fundo Penitenciário (Funpen).

“Desse fundo, a fração de Goiás foi R$ 44 milhões. Desses, ele tentou gastar R$ 33 milhões e não conseguiu porque os projetos não estavam devidamente qualificados. Ele não atendeu a pendências técnicas do projeto e só gastou R$ 5 milhões dos R$ 44 mi”, afirmou Jardim.

Na relação, Torquato mostra também que o Funpen também repassou para Goiás, entre 1995 e 2017, R$ 156,7 milhões. Já da Secretaria de Segurança Pública, entre 2013 e 2017, o Estado recebeu R$ 6,5 milhões em equipamentos, como coletes e até veículos.

Marconi tem criticado a participação do governo federal na Segurança Pública dos Estados. As críticas surgiram depois de uma rebelião entre detentos, que deixou nove mortos no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia (GO), na segunda-feira. (Naira Trindade)