Marcio Lacerda chama PSB de “desprezível” ao ter candidatura rifada

Marcio Lacerda chama PSB de “desprezível” ao ter candidatura rifada

Recebi esta comunicação com indignação, perplexidade, revolta e desprezo

Andreza Matais

01 de agosto de 2018 | 19h59

Marcio Lacerda, ex-prefeito de Belo Horizonte

O ex-prefeito Marcio Lacerda (PSB) divulgou nota na qual informa que foi informado nesta quarta-feira pelo presidente do PSB, Carlos Siqueira, que ele não será mais candidato ao governo de Minas Gerais. Ele diz que recebeu a notícia com “indignação, perplexidade, revolta e desprezo”. A decisão do PSB ocorre em retribuição ao PT, que retirou a candidatura de Marília Arraes (PT) ao governo de Pernambuco para apoiar a reeleição de Paulo Câmara (PSB).

“Na tarde de hoje fui surpreendido pelo meu partido, o PSB, que através do seu presidente Carlos Siqueira, que ao contrário de diversas manifestações anteriores onde disse clara e publicamente que a nossa candidatura era uma das prioridades do partido, veio a Belo
Horizonte comunicar que a direção nacional do partido tomou a decisão política de alinhamento com o PT em Minas Gerais. A mim foi oferecida, como alternativa à candidatura ao governo do Estado, a candidatura ao Senado em uma composição com o Partido dos
Trabalhadores, sugestão com a qual prontamente discordei”, diz a nota. O PT vai lançar em Minas a reeleição de Fernando Pimentel.

Leia a íntegra da nota: 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: