Manobra de Cunha para evitar cassação é considerada ousada

Manobra de Cunha para evitar cassação é considerada ousada

­­­

Coluna do Estadão

10 de setembro de 2016 | 06h45

Foto: Fabio Motta/Estadão

Foto: Fabio Motta/Estadão

O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) cumpriu o roteiro esperado ingressando com mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF), com base no fatiamento do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, como revelou esta Coluna.

A tática é vista como um movimento ousado, já que deputados que aceitarem abrandar sua pena se exporiam diante da opinião pública.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Manobra

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.