Maia quer dividir com líderes decisão sobre data para votar cassação de Cunha

Presidente da Câmara não quer ter que definir calendário sozinho

Coluna do Estadão

08 de agosto de 2016 | 21h33

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), espera parceria dos líderes para definir a data de votação da cassação de Eduardo Cunha. Não quer decidir sozinho quando o peemedebista será decapitado.
Os líderes da base, no entanto, não querem se envolver. Dizem que Maia tem que arcar também com os ônus de ser presidente da Casa. A decisão deve ser anunciada nesta quarta-feira, 10. (Daniel Carvalho)

Tudo o que sabemos sobre:

Batata quente

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.