Maia avisou Temer que negociaria com PT e reafirma ser governista

-

Marcelo de Moraes

09 de julho de 2016 | 09h41

Um dos favoritos para vencer a disputa pela Presidência da Câmara, o deputado Rodrigo Mais (DEM-RJ) disse que avisou ao presidente em exercício Michel Temer que estava negociando o apoio dos partidos de esquerda, especialmente com o PT. A conversa com Temer aconteceu na manhã de sexta, pelo telefone.

Segundo Maia, Temer liberou a aproximação com os integrantes da oposição e pediu que  os avisasse que pretende procurá-los para criar um canal de diálogo, caso se confirme a aprovação do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

Em busca dos 58 votos da bancada do PT, que podem ser decisivos na disputa, Maia tenta ganhar a simpatia da legenda, mas garante que continua sendo “integrante fiel” da base do governo Temer. “Sou aliado do presidente Temer e quero trabalhar para reconstruir a harmonia dentro da Câmara”, disse Maia, que é genro de Moreira Franco, secretário-executivo do Programa de Parcerias de Investimento (PPI) do governo.

Além de Maia, os deputados Marcelo Castro (PMDB-PI) e Rogério Rosso (PSD-DF) tentam atrair os votos petistas.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Câmara dos Deputados

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.