Lobão votará pela pelo impeachment, mas depois pedirá licença

-

Andreza Matais

10 de maio de 2016 | 21h24

Ex-ministro das Minas e Energia do governo Dilma Rousseff, o senador Edison Lobão (PMDB-MA) vai votar a favor da admissibilidade do impeachment. Mas já decidiu que quando a discussão for sobre o mérito ele irá se licenciar do mandato. Tem afirmado que, por ter sido ministro, não seria ético participar da última fase de votação que irá decidir sobre a cassação definitiva da petista. Nesse caso, quem assumirá a vaga é o filho dele, seu primeiro suplente, Lobão Filho.