Light pede mais R$ 13,3 milhões para cumprir obra de iluminação da Olimpíada

Light pede mais R$ 13,3 milhões para cumprir obra de iluminação da Olimpíada

-

Coluna do Estadão

29 de julho de 2016 | 05h00

Atualizado em 29/07 às 19h37

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A Light, distribuidora de energia elétrica, apresentou uma fatura extra de mais R$ 13,388 milhões para concluir as obras que vão iluminar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos no Rio de Janeiro. Até o mês passado, a estimativa era de que R$ 234,7 milhões seriam necessários para garantir o fornecimento de energia temporária para as instalações dos jogos. O valor adicional será pago pelos consumidores de todo país na conta de luz, por meio de um encargo chamado Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

Em seu pedido de verba adicional, a Light informa que a previsão é de que as obras elétricas da vila olímpica sejam concluídas em 31 de julho, cinco dias do início dos jogos.

Em nota, a Light informou que os recursos virão do Orçamento da União e não serão incluídos na conta de luz. A conta chegará aos consumidores “por meio de tributos e, não, da conta de energia”.

“Esses recursos são provenientes do orçamento da União e são repassados à distribuidora de energia por meio da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).  Em momento algum, eles serão repassados para a tarifa de energia para que cheguem à distribuidora em forma de remuneração”, diz a nota.
Aneel - Light-page-001

 

Aneel - Light-page-002

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

No laço

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.