Líder do MDB no Senado defende gestor político para comandar Petrobrás

Líder do MDB no Senado defende gestor político para comandar Petrobrás

Andreza Matais

01 Junho 2018 | 13h32

Simone Tebet. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

A líder do MDB no Senado, Simone Tebet (MS), defendeu a escolha de um gestor político para comandar a Petrobrás com a saída de Pedro Parente, que entregou o cargo hoje. “Sobre o futuro da Petrobras, entendo que o sucessor precisa ser um gestor político! Que seja competente e experiente, mas, acima de tudo, político para entender que a Petrobras, embora tenha autonomia administrativa, é uma Estatal que pertence ao povo brasileiro”, disse, em nota.

Sobre a saída de Parente, Tebet afirmou: “Pedro Parente foi fundamental para a recuperação da Petrobras, diante das dificuldades em que ela se encontrava. Ele deixa marcas importantes: não lhe falta competência, nem credibilidade. Não faltou gestão, mas, sensibilidade para entender o momento pelo qual o Brasil atravessa, e fazer da Petrobras um instrumento de desenvolvimento e justiça social, também atribuições da Estatal.” Para complementar: “Nem tanto ao mar, nem tanto à terra: nem os preços subsidiados do passado, mas jamais a liberdade total de preço, sem sintonia com os números da economia – inflação e juros baixos, num período de recessão.” (Andreza Matais)