Lewandowski dá 48h para Anvisa prestar informações sobre Coronavac

Marianna Holanda

10 de novembro de 2020 | 18h39

Foto: Carlos Humberto/STF

Depois de a Anvisa suspender a os estudos da Coronavac, o ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski determinou, em despacho, que a agência dê maiores informações a respeito dos estudos sobre a vacina em até 48 horas.

O documento do ministro, obtido pela Coluna, diz que a Anvisa deve “acerca dos critérios utilizados para proceder
aos estudos e experimentos concernentes à vacina acima referida, bem como sobre o estágio de aprovação desta e demais vacinas contra a Covid-19.”

Lewandowski é relator das ações no STF que tratam sobre a obrigatoriedade ou não da vacina para covid-19.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.