Leo Pinheiro e Vaccari são alvo da Operação Greenfield

Os dois também são alvo da Operação Lava Jato

Coluna do Estadão

05 de setembro de 2016 | 08h33

Léo Pinheiro. FOTO: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Léo Pinheiro. FOTO: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O executivo Leo Pinheiro, ex-presidente da OAS, é alvo de mandado de condução coercitiva da Operação Greenfield, deflagrada nesta segunda-feira pela Polícia Federal. O empresário é investigado também na Operação Lava Jato por envolvimento no esquema de corrupção que pagava propina a políticos e partidos em troca de obras na Petrobrás.

A PF também faz buscas pela operação de hoje na casa do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, outro que também é alvo da Lava Jato.

A CPI dos Fundos de Pensão da Câmara dos Deputados descobriu que o doleiro Alberto Youssef praticou tráfico de influência, em conjunto com Vaccari Neto para influenciar em decisões de investimentos dos fundos de pensão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: