Léo Pinheiro, de amigo a testemunha-chave

Léo Pinheiro, de amigo a testemunha-chave

Coluna do Estadão

07 Fevereiro 2019 | 11h13

Léo Pinheiro, da OAS. Foto: Beto Barata/Estadão

Quem sabe interpretar sentenças observa que Léo Pinheiro é a peça fundamental para a condenação de Lula no intrincado quebra-cabeça do sítio de Atibaia. O ex-diretor da OAS foi sentenciado a 1 ano e 7 meses de prisão pela juíza Gabriela Hardt, a menor pena entre os condenados no caso. Pinheiro gozou da amizade de Lula e, em novembro passado, em depoimento à Justiça, disse que o petista era o real beneficiário das obras no imóvel e não se preocupava com custos: “Ele combinou comigo: ‘Olha, tudo bem, pode iniciar o serviço’”.

Dificultou 1. Se na condenação do caso triplex o PT bateu na qualidade das provas, desta vez o partido só teve como alternativa insistir no discurso da “perseguição política”. Em privado, petistas mais lúcidos reconhecem as “evidências” contra Lula no caso do sítio.

Dificultou 2. A nova condenação despertou nos grupos de WhatsApp do partido a necessidade de rediscutir a estratégia

“Lula Livre”. A avaliação é de que ela não pode se restringir a visitas ao ex-presidente seguidas de entrevista na saída.

Hasta la vista. A Diretoria de Gestão da Apex decidiu fechar os escritórios mantidos em Angola e Cuba. O primeiro já não tinha nenhuma ação tomada há mais de dois anos. Com o fechamento, economizará R$ 1,5 milhão por ano.

Desenhando. O incômodo de líderes do Congresso foi parar no gabinete de Santos Cruz. O general ouviu de Jhonatan de Jesus (PRB-RR) que há, sim, diferença entre negociação e toma lá, dá cá. A distribuição de emendas, por exemplo, faz parte do jogo.

Fui. O PRB tem 30 deputados e anunciou sua “independência” ao governo.

CLICK. Antes de apresentar ao Congresso o pacote anticrime, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, tomou café da manhã com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

Se liga nela. Tucanos que acompanham de perto a movimentação de Joice Hasselmann (PSL-SP) na Câmara alertam o prefeito Bruno Covas: ela quer ser candidata à sucessão dele na Prefeitura de São Paulo em 2020.

Pode entrar. João Doria esteve ontem na Assembleia de SP. Desde 2006 um governador não se reunia na Casa em conversa com os deputados (55 deles participaram do encontro, que durou duas horas).

Big… O Ministério da Justiça abre processo administrativo para investigar se o Google Brasil viola a privacidade dos usuários. Vai apurar se a ausência de consentimento dos usuários à análise do conteúdo de e-mails não infringe o Marco Civil da Internet e o Código do Consumidor.

…brother. Com a publicação no Diário Oficial de hoje, abre-se prazo para a defesa. Caso os indícios sejam confirmados, o Google pode ser multado em até R$ 9,7 milhões. A empresa, procurada pela Coluna, não quis se manifestar.

SINAIS PARTICULARES.

SÉRIE OS NOVOS LÍDERES DO CONGRESSO

Jhonatan de Jesus, líder do PRB na Câmara.

KLEBER SALES/ESTADÃO

Estica e puxa. Um técnico envolvido na reforma da Previdência diz que o texto a ser encaminhado ao Congresso terá “alguma gordura” caso seja necessário ceder aos parlamentares. O secretário de Previdência, Rogério Marinho, nega. “A proposta será a que o governo quer aprovar.”

Déjà vu. Michel Temer tinha o mesmo discurso quando encaminhou sua proposta de reforma. Para aprová-la na Comissão Especial, deixou pelo caminho as alterações no Benefício de Prestação Continuada e na aposentadoria rural.

COM REPORTAGEM JULIANA BRAGA E MARIANNA HOLANDA

Mais conteúdo sobre:

LulaLéo PinheiroGabriela HardtPTPRB