Equipe de Dilma discutiu secretamente pedaladas fiscais, revela livro

Equipe de Dilma discutiu secretamente pedaladas fiscais, revela livro

.

Luiza Pollo

04 Dezembro 2016 | 06h15

Foto: Dida Sampaio/Estadão CASSIO1 BSB DF 03/06/2015 NACIONAL CASSIO CUNHA LIMA/SENADO O lider do PSDB no Senado, Cassio Cunha Lima (PSDB PB), discursa no plenario do Senado, em Brasília.FOTO:DIDA SAMPAIO/ESTADAO DILMA1 BSB DF 05/06/2015 NACIONAL DILMA ROUSSEFF/PASSEIO DE BICICLETA A presidente, Dilma Rousseff e vista pedalando sua bicicleta Specialized acompanhada por um seguranca e o personal trainer Ediberto, no Palacio da Alvorada, em Bras?lia..FOTO:DIDA SAMPAIO/ESTADAO CASSIO1 BSB DF 03/06/2015 NACIONAL CASSIO CUNHA LIMA/SENADO O lider do PSDB no Senado, Cassio Cunha Lima (PSDB PB), discursa no plenario do Senado, em Bras?lia.FOTO:DIDA SAMPAIO/ESTADAO

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Em pleno eleitoral de 2014, autoridades do governo Dilma Rousseff discutiram muito, e secretamente, a legalidade das pedaladas fiscais. Jorge Hereda, então presidente da Caixa, que sofria com os atrasos de dinheiro do Tesouro, tratou do assunto com o ministro Guido Mantega no fim de julho.

Um mês depois, o secretário do Tesouro, Arno Augustin, homem de confiança de Dilma, teve reunião tensa com o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, na sede da AGU. Os dois se exaltaram. Uma semana depois desse encontro, foi a vez de Adams se reunir com Mantega. Havia dúvidas quanto ao descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal.

O Tesouro e a Fazenda, no entanto, defendiam a legalidade e apontavam que o tema “morreria” conquistada a reeleição de Dilma. Esses e outros bastidores e documentos fazem parte do livro “Perigosas Pedaladas”, do jornalista João Villaverde, que a Geração Editorial lança na próxima terça-feira.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

Pedaladas fiscais