Kajuru apaga postagem crítica a Bolsonaro em que ameaçava votar contra a Previdência

Kajuru apaga postagem crítica a Bolsonaro em que ameaçava votar contra a Previdência

Gregory Prudenciano*

25 de setembro de 2019 | 10h59

Senador Jorge Kajuru (Patriota-GO). Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) virou alvo de bolsonaristas nas redes sociais por uma publicação em seu Facebook na qual se dizia decepcionado com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e ameaçava votar contra a reforma da Previdência. “Foi um assessor meu que botou palavras na minha boca. Eu li e fiquei revoltado, tinha que passar por mim primeiro”, disse o senador à Coluna logo depois de apagar a publicação. Apesar disso, o senador ainda não decidiu se votará contra ou a favor da reforma.

Foto: Reprodução

A indignação do assessor de Kajuru – da qual o político disse compartilhar, aliás – é fruto de conversas entre governo e senadores pela liberação de emendas parlamentares. O Senado deve votar em breve duas indicações importantes para Bolsonaro: a de seu terceiro filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para o cargo de embaixador em Washington, e a de Augusto Aras à Procuradoria-Geral da República.

Kajuru disse que, por ora, prefere acreditar no que o presidente disse a ele “cara a cara: que não haveria toma lá dá cá. Palavra, você vira escravo dela”. Apesar da confiança no presidente, o senador reconheceu que o clima em Brasília está “estranho”. “A impressão é que o governo não tem certeza no placar e está discutindo liberar verba”, sugeriu, lembrando o adiamento da votação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

*Especial para o Estado, sob supervisão de Alberto Bombig

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.