Justiça não consegue encontrar governador de Minas

Coluna do Estadão

13 Junho 2018 | 11h21

A Central de Mandados de Belo Horizonte tenta intimar o governador Fernando Pimentel desde o dia 7 de junho. Sua secretária diz que ele está sempre no interior.

Com a manobra, o governador conseguiu adiar os depoimentos de 34 testemunhas na ação penal em que é réu, que começariam ontem. Cinco pessoas ouvidas no gabinete do ministro Herman Benjamin, relator da Operação Acrônimo no STJ, terça, 12, vão ter de depor novamente.

Pimentel é acusado de receber R$ 15 milhões de propina da Odebrecht. Procurado, ele não comenta.