Janot pede ao STF prisão de ex-ministro Paulo Bernardo

-

Coluna do Estadão

03 de agosto de 2016 | 12h57

paulo bernardo

 

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) o retorno do ex-ministro Paulo Bernardo para a prisão. Segundo o “Antagonista”, o procurador diz que é “hialina a presença de todos os requisitos da prisão preventiva”. O ofício foi encaminhado ao ministro Dias Toffoli, que mandou soltar Bernardo.

O ex-ministro é acusado de desviar recursos públicos de aposentados e pensionistas que fizeram empréstimos consignados. A pedido do procurador, o caso pode parar no plenário da Corte caso Toffoli não reconsidere sua decisão.

Na decisão em que revogou a prisão do petista, Toffoli escreveu: “Vislumbro, na espécie, flagrante constrangimento ilegal passível de ser reparado mediante a concessão de habeas corpus de ofício. A prisão preventiva para garantia da ordem pública seria cabível, em tese, caso houvesse demonstração de que o reclamante estaria transferindo recursos para o exterior, conduta que implicaria em risco concreto da prática de novos crimes de lavagem de ativos. Disso, todavia, por ora, não há notícia.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.