Internado, Wellington Fagundes diz que vai votar “de qualquer jeito”

-

Coluna do Estadão

28 de agosto de 2016 | 20h00

wellington

 

Internado desde sábado com um quadro de diverticulite – e ainda sem previsão de alta -, o líder do PR no Senado, Wellington Fagundes (MT), disse a assessores que “vai votar de qualquer jeito” no julgamento final do impeachment de Dilma Rousseff. Uma das primeiras coisas que pediu ao chegar ao Hospital Brasília foi para ligar a televisão – não queria deixar de acompanhar o desenrolar das sessões.

Fagundes votou pelo afastamento temporário de Dilma e para transformá-la em ré nas duas etapas anteriores do processo. Ele era um dos vice-líderes do governo da petista no Senado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.