Intelectuais da Educação querem reeditar manifesto de Darcy Ribeiro e Fernando Henrique

Intelectuais da Educação querem reeditar manifesto de Darcy Ribeiro e Fernando Henrique

Marianna Holanda

05 de junho de 2019 | 08h00

Está sendo gestada a reedição do manifesto de educadores, lançado em 1932 e 1959. Anísio Teixeira assinou o primeiro, Florestan Fernandes, Darcy Ribeiro e Fernando Henrique, o segundo.

Quem participa hoje é Rogério Cerqueira Leite, físico professor emérito da Unicamp, além de ex-ministros da Educação de Dilma, Lula, Collor e Itamar Franco. Na terça-feira, estiveram reunidos Fernando Haddad (governos Lula e Dilma), Aloizio Mercadante (Dilma), Cristovam Buarque (Lula), Renato Janine Ribeiro (Dilma), José Goldemberg (Collor) e Murilo Hingel (Itamar).

Vão aproveitar a efeméride dos 60 anos e os tropeços do governo para defender a laicidade e gratuidade, além de acrescentar outros pontos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.