Inquérito contra Petrobras avança no Cade; ANP reuniu queixas contra a empresa

Inquérito contra Petrobras avança no Cade; ANP reuniu queixas contra a empresa

Mariana Carneiro, Lauriberto Pompeu, Matheus Lara e Gustavo Côrtes

12 de maio de 2022 | 05h01

Enquanto Jair Bolsonaro não poupa o ministro de Minas Energia e critica o presidente da Petrobras, José Mauro Coelho, em razão do aumento do diesel, o inquérito contra a estatal no Cade avança. Neste momento, está focado em apurar se a empresa atrapalha concorrentes privados que tentam usar a sua infraestrutura de transportes para escoar diesel e gasolina importados – o que poderia aumentar a competição e baixar preços. Na semana passada, executivos da ANP participaram de reunião a distância e, há cerca de 20 dias, a agência respondeu a pedido do Cade listando queixas de concorrentes. Quem acompanha a insatisfação de políticos com os preços aposta que a pressão sobre a estatal vai aumentar por meio desse canal.

José Mauro Coelho, presidente da Petrobras. Foto: Pedro Kirilos/Estadão.

DEFESA. Em sua última resposta enviada ao Cade, em março, a Petrobras alegou que, em 2017, a participação do setor privado no fornecimento de diesel e gasolina era de 35% e que o transporte não influenciou nisso, e sim os preços de mercado. Alertou ainda que medidas que determinem a venda de ativos podem afetar o investimento e o abastecimento.

ATAQUE. A senha da demissão de Bento Albuquerque foi dada por Bolsonaro na semana passada. “Vocês não podem, ministro Bento Albuquerque e senhor José Mauro, não podem aumentar o preço do diesel. Não estou apelando, estou fazendo uma constatação levando-se em conta o lucro abusivo”, disse o presidente no dia 5. Quatro dias depois veio o reajuste.

SINAIS PARTICULARES. José Mauro Coelho, presidente da Petrobras

ABRIGO. Fora do PSB desde a sessão em que fez um comentário racista, o vereador Camilo Cristófaro se filiou ao Avante.

CIDADES. Após a Coluna mostrar que petistas usaram verbas do orçamento secreto, a assessoria do senador Rogério Carvalho (PT-SE) afirmou que ele apoiou duas emendas globais, que não são de sua autoria, e que elas atenderam diversas cidades do País na área de saúde, muitas em Sergipe, seu Estado natal.

CLICK. Ciro Gomes, presidenciável do PDT

Diagnosticado com covid-19, mandou para a Coluna uma selfie, tirada na sala de casa, para mostrar que segue em campanha, apesar da doença

PRONTO, FALEI! André Ceciliano, pré-candidato ao Senado (PT-RJ)

“Embora seja do Rio, o ministro da Economia, Paulo Guedes, só joga contra o Estado. O governo federal não faz nenhuma obra lá. É tudo contra o Rio.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.