“Ideologia” será tema dos debates eleitorais

“Ideologia” será tema dos debates eleitorais

Coluna do Estadão

05 de janeiro de 2020 | 05h00

Filipe Araujo/Estadão

A dez meses das eleições municipais, presidentes de partidos, potenciais candidatos, analistas e marqueteiros se empenham em vislumbrar os caminhos que nortearão as campanhas. Ainda há muita incerteza, mas, no arrazoado das análises colhidas pela Coluna as apostas são de que, ao menos nas grandes capitais, o ambiente polarizado que toma conta do País esteja presente nos debates e crie um ambiente de “direita versus esquerda, corruptos versus não corruptos”. Será muito difícil para as candidaturas escapar da “ideologização”, dizem.

Ainda… Há, porém, uma diferença fundamental no atual cenário, especialmente em relação a 2016, no que diz respeito à Lava Jato. As eleições municipais daquele ano foram marcadas pelo auge da operação e pelo declínio do PT.

…pulsa. Agora, nem a Lava Jato é tão poderosa, nem o PT está tão combalido, resume um marqueteiro. Ele, porém, alerta, que as revelações e os impactos da operação contra a corrupção são muito vívidos na percepção dos brasileiros e ainda terão grande peso.

Para lembrar. Em 2016, ano do impeachment de Dilma Rousseff (PT), as eleições municipais foram nacionalizadas e ofuscadas pelos embates travados nas tribunas do Congresso.

Nova… As agruras de Jair Bolsonaro no governo, especialmente na diferença entre teoria e prática do combate à corrupção, levam parte dos analistas a apostar na relativização dos supostos poderes transformadores da “nova política”.

…velha roupa. Porém, eles acham que o embate “novo” contra “velho” deverá ganhar tons de “direita” contra “esquerda”.

CLICK. . Com as férias do secretariado suspensas pelo prefeito Bruno Covas, sobrou a Bruno Caetano (Educação) a opção do bate-volta de moto, como este, até o Rio.

Coluna do Estadão

Retrovisor. A CPI mista de Fake News do Congresso começará 2020 de olho nas eleições de 2018. A primeira audiência deverá contar com o depoimento de um ex-funcionário de uma empresa suspeita de fazer disparos em massa de mensagens de WhatsApp.

Retrovisor 2. O ex-funcionário entrou na Justiça contra seus ex-patrões, com documentos que supostamente mostram fraude com CPFs. Neste ano de eleições, o Planalto e o mundo político monitoram com atenção o potencial da CPI mista das Fake News.

Personagens… Empenhado em manter distância regulamentar de Jair Bolsonaro, João Doria tem focado suas ações na gestão porque sabe que seu desempenho à frente do Estado será comparado ao do presidente no comando do País em 2022.

… de 2019. O governador paulista se esforçou para buscar recursos e, em setembro passado, pôde anunciar investimentos de R$ 1 bilhão na expansão da fábrica da montadora Toyota, em Sorocaba. No mesmo mês, Doria visitou o Japão, onde se reuniu com outras gigantes do setor.

SINAIS PARTICULARES.
João Doria, governador de São Paulo

Ilustração: Kleber Sales

Experiência… Filho de refugiados da Segunda Guerra Mundial, o professor de filosofia de Yale Jason Stanley desembarca em São Paulo em 14 de março. O especialista em neofascismo participa do Festival Serrote, no IMS da Paulista.

…internacional. Autor do livro Como Funciona o Fascismo (L&PM, 2018), Stanley está bastante interessado no cenário brasileiro.

PRONTO, FALEI! 

Foto: Palácio do Planalto

Sérgio Etchegoyen, general da reserva e ex-chefe do GSI: “Não concordo com tudo na política externa do governo, mas aprecio atitudes mais coerentes com a nossa dimensão político-estratégica, denota altivez.”

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA. COLABOROU DANIEL BRAMATTI.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.