Horas antes de impeachment, senadores não comparecem a ato com Dilma

Aliados justificaram falta afirmando que havia votações importantes no Senado

Coluna do Estadão

24 de agosto de 2016 | 21h55

Horas antes do início da sessão final do processo de impeachment da presidente da República afastada, Dilma Rousseff, os senadores que a defendem no Congresso não compareceram ao ato com a petista, na noite desta quarta-feira, 24, em Brasília.

Um dos senadores aliados de Dilma informou que não foi ao ato por causa da sessão em curso no Senado. Eles votam nesta noite matérias como a Desvinculação de Receitas da União (DRU) e a prorrogação do prazo de dispensa de revalidação do diploma dos integrantes do programa Mais Médicos, que vence amanhã. Por isso, já diziam à tarde que seria difícil comparecerem.

A sessão do impeachment começa às 9h desta quinta-feira, 25, com o depoimento de testemunhas e termina apenas na próxima semana, com a votação. Dilma vai ao Senado na segunda-feira, 29, fazer sua defesa pessoalmente. O governo do presidente da República interino, Michel Temer, calcula que o impedimento será aprovado com 60 a 63 votos. (Daniel Carvalho)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.