Hackers divulgam dados sigilosos de servidores do STJ

­

Coluna do Estadão

20 de outubro de 2016 | 14h24

Informações sigilosas do banco de dados do Superior Tribunal de Justiça (STJ) foram vazadas na internet por hackers na madrugada desta quinta-feira, 20.

Além de informações sobre o órgão, como pedidos de compra e de licitações, foram divulgados dados pessoais de servidores, como matrícula, cargo, número do celular, e-mail corporativo, números de CPF e RG e senha de acesso ao sistema em 17 bases de dados, com centenas de arquivos. Para justificar a ação, o grupo de hackers anônimos criticou decisões do Tribunal e afirmou que o órgão “perde a cada dia a sua credibilidade”.

Em nota, a Secretaria de Tecnologia da Informação e a Secretaria de Segurança do STJ esclareceram que iniciaram investigações preliminares sobre o vazamento, mas que por enquanto não há registro de acesso não autorizado ao sistema de informática do tribunal. No entanto, medidas preventivas serão estudadas para reforçar a segurança da informação no STJ. (Mariana Diegas)