Grupos do PP quase saíram no tapa por disputa na presidência da Câmara

Grupos do PP quase saíram no tapa por disputa na presidência da Câmara

-

Luiza Pollo

19 de julho de 2016 | 07h00

Foto: André Dusek/Estadão

Foto: André Dusek/Estadão

Na peregrinação pelo comando da Câmara, Rodrigo Maia passou por uma saia mais que justa.

Ao aguardar para ser recebido na antessala do PP, ouviu uma forte discussão que vazou do cômodo ao lado e que o envolvia. A briga foi entre Aguinaldo Ribeiro (PB) e Esperidião Amin (SC), ambos defensores da candidatura de Rogério Rosso (PSD-DF), contra Macedão (CE) e Julio Lopes (RJ), pró-Maia.

Enquanto Amin e Lopes se xingavam, Macedão e Aguinaldo quase saíram no tapa. O motivo da discussão: Aguinaldo e Amin não queriam permitir que Rodrigo Maia entrasse na sala para pedir voto aos deputados do PP. Ao final, o democrata deixou o local constrangido e sem conseguir ser recebido.

O episódio demonstra a divisão que impera no PP. Há descontentamento de parte da bancada com o grupo que controla o partido acusado de concentrar todas as decisões e indicações para cargos no governo Temer.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Presidência da Câmara

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.