Grupo terrorista comemorou ataques em Orlando e Nice, diz ministro

-

Coluna do Estadão

21 de julho de 2016 | 11h56

Os brasileiros suspeitos de planejar atos terroristas durante a Olimpíada, presos nesta manhã pela Polícia Federal, comemoraram os ataques em Orlando (EUA) e Nice (França), informou o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes.

O grupo ainda teria feito um juramento, via internet, com o Estado Islâmico, pregando intolerância racial, de gênero e religiosa. Os integrantes articularam comprar munição – pretendiam comprar um fuzil no Uruguai – para fazer um treinamento de artes marciais.

Deflagrada nesta manhã pela Polícia Federa, a Operação Hashtag expediu 12 mandados de prisão temporária, por 30 dias, prorrogáveis por mais 30. Dez foram presos e dois foram submetidos à condução coercitiva.

Os nomes dos presos não foram divulgados, mas a PF informou que a Operação terá novas fases. O processo tramita em segredo de justiça na 14ª Vara Federal de Curitiba.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.