Governo vai monitorar quórum antes de sessão de cassação de Eduardo Cunha

Coluna do Estadão

11 de setembro de 2016 | 12h23

Caso perceba que não há quórum alto até as 15h desta segunda-feira, 12. o governo vai retirar as cinco Medidas Provisórias pautadas por Rodrigo Maia para testar a audiência na Câmara antes de votar a cassação de Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Os principais aliados de Cunha dizem que chegarão a Brasília apenas na manhã desta segunda-feira. Eles pretendem reunir-se com o peemedebista antes da sessão de cassação, marcada para as 19h. (Daniel Carvalho)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.