Governo vai digitalizar documento de veículos

Governo vai digitalizar documento de veículos

Coluna do Estadão

27 Agosto 2018 | 05h30

Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Em busca de agendas positivas, o governo federal vai lançar hoje a digitalização do certificado de registro e licenciamento de veículos. O documento estará disponível no mesmo aplicativo que já oferece a carteira de motorista e vai desobrigar o condutor de portar o certificado de papel. O ministro de Cidades, Alexandre Baldy, diz que não haverá custo adicional para o motorista obter a versão digital do documento. O Brasil tem hoje 96 milhões de veículos licenciados e a expectativa do governo é de digitalizar 10 milhões deles até o fim deste ano.

Tudo junto. O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) quer agregar todos os serviços em um mesmo aplicativo. Com isso, o governo federal espera facilitar a vida de motoristas acabando com ida aos Detrans.

Acabou! Na próxima quinta, encerra o prazo para o envio ao TSE da defesa do ex-presidente Lula, preso e condenado pela Lava Jato. “Vamos cumprir o prazo. Não vamos pedir produção de prova e nenhuma medida protelatória”, diz o advogado Luiz Pereira.

Será? No Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a expectativa é a de que o registro de Lula seja julgado antes do feriado de 7 de Setembro.

No apagar… O presidente Michel Temer vai substituir mais um membro da Comissão de Ética Pública da Presidência. O mandato de Marcello Alencar acaba dia 27 de setembro e não pode mais ser prorrogado.

…das luzes. Marcello será a penúltima troca do presidente no colegiado. A última será Suzana de Camargo Gomes, mas só em 22 de novembro.

Eclética. O cineasta Fernando Meirelles e o diretor Jorge Brivilati trabalham como voluntários na campanha de Marina Silva (Rede). Brivilati assina, entre outras peças, a direção do clipe de Contatinho, sucesso dos cantores Nego do Borel e de Luan Santana.

Sonho meu. Interlocutores da ex-presidente Dilma Rousseff  dizem que ela tem um objetivo ousado caso se eleja senadora por Minas. Confia que Lula irá emplacar Fernando Haddad no Planalto, e ela na presidência do Senado, Casa que deu a palavra final no impeachment. Tradicionalmente, porém, a vaga é do partido com a maior bancada, que deve ser o MDB mais uma vez.

Tudo como antes. Preso há 4 meses na superintendência da Polícia Federal em Curitiba, Lula ainda mantém assessores à disposição. Eles continuam recebendo salários dos cofres públicos.

Congelado. O Planalto chegou a estudar a redução do quadro, mas paralisou o processo após uma decisão judicial garantir a Lula o assessoramento.

Linha de corte. O governo federal já está traçando cenários para liquidar as distribuidoras da Eletrobras no Amazonas e Alagoas prevendo que não será possível leiloá-las este ano.

CLICK. O candidato a vice Paulo Rabello de Castro entrou no desafio Delle Ali, do jogador de futebol inglês. Seu parceiro de chapa, Alvaro Dias, publicou nas redes.

OS PRESIDENCIÁVEIS

SINAIS PARTICULARES. Ciro Gomes, candidato do PDT; por Kleber Sales.

Faça o que eu digo. Embora Luiz Fux defenda que ministros do Supremo possam dar decisões individuais, na polêmica sobre o tabelamento do frete optou por audiência pública para discutir o caso. A reunião será nesta segunda-feira.

Pelo bem da nação. Em junho, Fux justificou a audiência ao afirmar que uma decisão “abrupta” sobre o tema “pode gerar uma crise para o País”.

Estoque. Em 2017, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) julgou 10.288 casos, número superior ao de novos processos que chegaram lá no mesmo período (10.146). Os números serão divulgados nesta segunda-feira pela ministra Cármen Lúcia.

PRONTO, FALEI!

Foto: Dida Sampaio/Estadão

“Roraima está arcando com demanda que é de todos os Estados. O desafio agora é interiorizar os venezuelanos para normalizar a vida dos roraimenses”, do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha.

COM REPORTAGEM DE NAIRA TRINDADE E JULIANA BRAGA. COLABOROU RAFAEL MORAES MOURA. 

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao