Governo quer urgência da reforma trabalhista no Senado

Governo quer urgência da reforma trabalhista no Senado

.

Luiza Pollo

29 de abril de 2017 | 05h30

Foto: Marcos Corrêa/PR

A votação da reforma trabalhista no Senado é considerada fundamental pelo governo para ajudar a aprovar a reforma da Previdência na Câmara. Os deputados costumam argumentar que se expõem para ajudar o governo e, quando as medidas chegam ao Senado, empacam. O Planalto montou uma operação para desfazer a tese. Seguindo ordem do presidente Temer, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), vai pedir urgência na tramitação da trabalhista, para que ela pule etapas e seja votada no plenário já na próxima semana.

Se a oposição derrubar o pedido de urgência, a alternativa será propor que a discussão passe apenas pela CCJ e não por três comissões. Romero Jucá define hoje o relator.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

reforma trabalhista

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.