Governo garante caixa para Estados até eleição

Governo garante caixa para Estados até eleição

-

Luiza Pollo

21 de junho de 2016 | 05h00

GOVERNADORES1 BSB DF 20 06 2016 MICHEL TEMER/GOVERNADORES NACIONAL O presidente da Republica, em exercicio, Michel Temer reunido c om governadores, no Palacio do Planalto, em Brasília. Na foto: Francisco Dornelles (RJ), Henrique Meirelles (MF), Renan Calheiros (Senado), Michel Temer (PR), Eliseu Padilha (Casa Civil), Gedel Vieira Lima (Secretaria de governo), Geraldo Alckmin (SP). FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADAO

O presidente em exercício, Michel Temer, em reunião com os governadores. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Pressionado politicamente pelas revelações da Lava Jato, o governo do presidente em exercício Michel Temer conseguiu faturar duplamente o socorro financeiro aos Estados. Primeiro, garantiu um alívio significativo para o caixa dos governadores, que estavam, literalmente, com a corda no pescoço. Com recursos, poderão retomar obras e programas. E o prazo de rolagem dos pagamentos lhes garante fôlego até o início do período eleitoral, em julho de 2018. A segunda vitória de Temer foi trocar de agenda, substituindo Lava Jato pelo pacto federativo.

Foi o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que propôs inclusão dos Estados na regra do teto para gastos públicos, com reajustes regulados pela inflação. Governadores aceitaram a ideia por unanimidade.

O governador de Goiás, Marconi Perillo, lembrou que já tinha se reunido com seis ministros da Fazenda e quatro presidentes e nunca saíra um acordo sobre dívidas.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.