Governo decide não intervir em caso da Oi

Governo decide não intervir em caso da Oi

-

Luiza Pollo

21 de junho de 2016 | 05h30

Foto: Paulo Vitor/Estadão

Foto: Paulo Vitor/Estadão

Michel Temer decidiu não se envolver no caso da Oi, uma das maiores operadoras de telecomunicações do País. Uma das hipóteses em discussão, antes de a tele decidir pela recuperação judicial, era intervir na empresa por meio da Anatel.

Quem acompanha o assunto gostou de o governo ficar fora. Isso evitou que coçasse a mão para ajudar a empresa com recursos públicos.

Um mês depois de ter sido aprovado pela Anatel, o polêmico Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que trocou multa bilionária da Oi por serviços, ainda não foi encaminhado ao TCU como determinado. O termo foi aprovado por 4 a 1 na Anatel quando já se sabia que a dívida da empresa era de R$ 50 bilhões.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

É comigo?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: