Governo concede status de refugiado a mais 17 mil venezuelanos

Governo concede status de refugiado a mais 17 mil venezuelanos

Marianna Holanda

31 de janeiro de 2020 | 12h11

FOTO: NILTON FUKUDA/ESTADÃO

O governo brasileiro concedeu, nesta sexta-feira, 31, o status de refugiado a cerca de 17 mil venezuelanos. Jair Bolsonaro é crítico ferrenho do governo de Nicolás Maduro desde que assumiu e as autorizações de refugiados fazem parte desse entendimento.

A concessão do benefício em “bloco” é a segunda, em menos de dois meses. Na anterior, foram 21 mil cidadãos do país vizinho, assolado por crise humanitária e econômica, que conseguiram o status do Conare – Comitê Nacional para os Refugiados do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) de Sérgio Moro.

Essas concessões mais rápidas e em bloco ocorrem graças a duas decisões do comitê: a que reconheceu o cenário de “grave e generalizada violação de direitos humanos” na Venezuela, como a Coluna antecipou; e a que permitiu a adoção de procedimentos diferenciados na instrução e avaliação de pedidos manifestamente fundados.

Para um julgamento mais célere, o Conare vem utilizando ferramentas chamadas de BI (do inglês, business inteligence), que mapeia e cruza dados de cerca de 100 mil solicitações ainda pendentes de análise. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: