Governo antecipou medidas de propósito para provocar Renan

Governo antecipou medidas de propósito para provocar Renan

.

Luiza Pollo

02 de abril de 2017 | 05h30

Foto: André Dusek/Estadão

Foto: André Dusek/Estadão

Foi proposital a decisão do governo de sancionar o projeto de terceirização e nomear um indicado de Eunício Oliveira para o TRF-5 no mesmo dia. O pacote foi para provocar o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que tem criticado o governo.

Eliseu Padilha, Casa Civil, foi contrário ao aumento da ruptura. Perdeu após Michel Temer ser lembrado por um assessor que Renan já o apelidou de “coordenador de RH”.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Renan Calheiros

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.