Governo admite mudar texto para votar reforma

Governo admite mudar texto para votar reforma

.

Luiza Pollo

06 de abril de 2017 | 05h30

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Foto: Dida Sampaio/Estadão

A dificuldade de convencer a base aliada dentro do Congresso para aprovar a proposta de reforma da Previdência fez com que o Palácio do Planalto sinalizasse a líderes aliados que poderá ceder em alguns pontos para salvar o projeto. Parlamentares da base vinham avisando ao governo que enfrentavam dificuldades com eleitores pelo rigor da proposta e não colocariam em risco seu futuro político. Além disso, deputados reclamavam que corriam o perigo de ir para o sacrifício aprovando o texto, sem ter a garantia que o Senado bancaria a reforma.

O exemplo de Renan Calheiros, fazendo oposição explícita à proposta, foi citado inúmeras vezes pelos aliados como justificativa desse risco.

O problema é que o governo ainda precisa definir em quais pontos pode ceder sem comprometer a reforma. 

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Reforma da PrevidênciaMichel Temer

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: