Governistas querem aproveitar PEC dos Estados para aumentar Auxílio Brasil

Governistas querem aproveitar PEC dos Estados para aumentar Auxílio Brasil

Julia Lindner

22 de junho de 2022 | 20h49

Preocupados com o desempenho do presidente Jair Bolsonaro nas pesquisas de intenção de voto, governistas iniciaram uma articulação para tentar aumentar o valor do Auxílio Brasil. A estratégia, que conta com a benção do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, seria inserir um novo reajuste na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que tramita no Senado sobre compensações aos Estados pela redução do ICMS. A ideia, no entanto, não foi bem recebida pela cúpula da Casa.

Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil, e o presidente Jair Bolsonaro. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Além do Auxílio Brasil, o governo também tem intenção de incluir na mesma PEC o voucher caminhoneiro e o vale gás. Conforme mostrou a Coluna, outra opção seria convencer a Petrobras a assumir esses custos. Cotado para a presidência da estatal, Caio Paes de Andrade tem conversado com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e com o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), em busca de soluções.

Leia também: Bolsonaro quer reforçar propaganda de que é o criador do Auxílio Brasil

Existe uma discussão no governo e no Congresso se os benefícios poderiam ferir a lei eleitoral, por isso, uma mudança constitucional, por meio de PEC, poderia contornar a questão. Ainda assim, questionamentos jurídicos são esperados se a iniciativa prosperar.

As tratativas ganharam força no mesmo dia em que o ex-ministro do governo, Milton Ribeiro, foi preso por suspeita de participação em escândalo de corrupção no MEC.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.