Governadores querem definição do calendário de vacinação

Governadores querem definição do calendário de vacinação

Coluna do Estadão

09 de janeiro de 2021 | 05h00

FOTO: MINISTÉRIO DA SAÚDE

Após o alívio pelo primeiro passo dado rumo à vacinação dos brasileiros contra a covid-19, os governadores aguardam o detalhamento pelo Ministério da Saúde do Plano Nacional de Imunização. A expectativa é de que ele seja apresentado em reunião na terça-feira, 12. Segundo Helder Barbalho (MDB-PA), é preciso também “alinhar” a logística com o time de Eduardo Pazuello. O ministro falou em começar a imunização em duas semanas, mas ninguém viu os detalhes. Entre as muitas dúvidas, ninguém sabe se haverá seringa para todos os Estados.

Contra o relógio. “Em condições normais, já estaríamos com tudo pronto. Precisamos correr contra o tempo porque está tudo atrasado”, disse Barbalho.

Ufa 1. Para Wellington Dias (PT-PI), a liminar de Ricardo Lewandowski, impedindo que o governo federal requisitasse seringas e agulhas compradas por João Doria (PSDB-SP), deu segurança jurídica para outros Estados e municípios.

Ufa 2. Se insistisse na requisição, o ministério poderia desorganizar o sistema de vacinação estadual, diz o governador do Piauí.

Ufa 3. “O governo federal, para ajudar, tem que comprar ou requisitar de indústrias ou distribuidoras que tenham estoque. Os Estados ou municípios fizeram um esforço por seringas, agulhas e EPIs para suportar a vacinação, considerando até a insegurança se haveria entrega por parte da União”, afirmou Dias.

Visse? Nas ações de conflitos federativos, o ministro Lewandowski tem tido posicionamento de garantir autonomia aos Estados. Mas quem quiser ter a segurança jurídica de São Paulo terá de acionar o STF.

Para… Dimas Covas, o diretor do Butantã, foi uma escolha do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), que o nomeou para o cargo em meio a uma crise no instituto e sob forte desconfiança de setores da Saúde.

…lembrar. Por essas e outras razões, Alckmin e membros de sua equipe no governo comemoraram demais os avanços do Butantã na busca pela vacina. O Instituto Butantã, por ora, é a grande aposta do País para iniciar a vacinação.

SINAIS PARTICULARES.
Dimas Covas, diretor do Instituto Butantã

Ilustração: Kleber Sales

CLICK. Enquanto o cartão de vacinação de Jair Bolsonaro foi colocado em sigilo por cem anos, segundo a revista Época, Kim Kataguiri (DEM-SP) postou o dele nas redes.

Reprodução/Instagram

Help. O PP quer que Davi Alcolumbre (AP) trabalhe para que a cúpula de seu DEM, leia-se Rodrigo Maia (RJ), não retalie os deputados demistas que não votarem em Baleia Rossi (MDB-SP) na Câmara.

Help 2. Em troca, o PP apoiaria Rodrigo Pacheco (DEM-MG) no Senado. O presidente do DEM, ACM Neto, já adiantou: eventual punição a deputados “não está em discussão no partido” neste momento.

De olho. Segundo a campanha de Arthur Lira , há deputados do DEM, em especial fora do eixo RJ-SP, simpáticos ao candidato do PP-AL na disputa.

Fique… O Senado deve manter a votação presencial na eleição para o comando da Casa, em fevereiro, com cédulas de papel.

…em casa? Por causa da pandemia, a consequência da medida poderá ser aumentar a abstenção, em especial dos senadores de idade avançada. Em tese, se isso ocorrer, poderá favorecer Pacheco. A velha-guarda costuma estar mais próxima dos candidatos do MDB, que ainda ensaia lançar um nome na disputa.

PRONTO, FALEI! 

Carlos Siqueira, presidente do PSB: “A política ambiental do governo dá um passo atrás na preservação da região.Para o bem das futuras gerações,é imprescindível estancar o desmatamento, incentivar a fiscalização e o potencial econômico,com inclusão das comunidades locais.”

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA. 

Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.