Governadores ocupam espaço da oposição

Governadores ocupam espaço da oposição

Coluna do Estadão

02 de março de 2021 | 05h00

Divulgação

A reação dos governadores a Jair Bolsonaro chegou tarde, mas teve, ao menos, o mérito de preencher o espaço deixado por uma oposição ainda desnorteada pela traulitada tomada nas eleições do Congresso. Em campanha aberta pela reeleição, Bolsonaro aproveitou o domingo e saiu na frente, dando forma à narrativa de que Estados e municípios são os responsáveis pelo desastre sanitário no País. Mexeu as peças, lançou um monte de números enganosos, mobilizou a militância bolsonarista e obrigou os prejudicados a correrem atrás de sua mentira.

Jura?! A nota dos governadores diz que Bolsonaro “parece priorizar criação de confronto”. Ainda não ficou claro que a essência do “bolsonarismo” é justamente criar e alimentar conflitos?

Vai… Na impossibilidade de contarem com o governo federal, prefeitos e governadores começam a pressionar seus deputados e senadores para que o Congresso assuma o protagonismo na estratégia de combate à covid-19, inclusive nas medidas de isolamento e no controle da vacinação.

…ter pressão. Uma das ideias em marcha é: 15 dias de lockdown em todo o País.

Na ponta. Os secretários de Saúde querem que o Congresso defina por lei gatilhos para lockdown (exemplo, com 85% de ocupação dos leitos). Mas há dúvidas se há força política para tanto na Câmara com Arthur Lira (PP-AL)…

Timing. Não foi à toa que o Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) divulgou nota com demandas um dia antes do encontro de governadores com o presidente da Câmara.

Talkey. Projeto de lei das vacinas, na pauta da Câmara para votação, não deve ter vetos significativos do presidente. A proposta abre caminho para a iniciativa privada comprar doses.

Na… O senador Tasso Jereissati (PSDB-SP) mais uma vez mostrou, em entrevista ao Estadão, ser uma das vozes mais sensatas do País neste grave momento.

…veia. O veterano resumiu mais ou menos assim o momento no Senado: está na hora de Rodrigo Pacheco mostrar a que veio na política; é ou não é independente?

SINAIS PARTICULARES
Tasso Jereissati, senador (PSDB-CE)

Ilustração: Kleber Sales

CLICK. De olho em 2022, Baleia Rossi (segundo à direita), presidente do MDB, se reuniu com o vice-governador de SP, Rodrigo Garcia (centro), do DEM, e o vice-prefeito da capital, Ricardo Nunes,do MDB (segundo à esquerda). Participaram também dois deputados estaduais do MDB.

Coluna do Estadão

Crise… Estados devem entrar com ação no Supremo contra o governo federal por desinformação. A medida ocorre em reação às iniciativas do presidente Jair Bolsonaro e da Secretaria de Comunicação da Presidência de divulgarem dados sobre repasses.

…na… A medida está sendo coordenada pelo procurador-geral do Maranhão, Rodrigo Maia. “A ação vai alegar que a Secom está agindo em prejuízo do interesse dos Estados divulgando informações inverídicas e faltando com os deveres fundamentais da comunicação oficial”, disse.

…federação. Até o momento, além do Maranhão, já estão confirmados Bahia e Piauí, governados por Rui Costa (PT) e Wellington Dias (PT), respectivamente. Mas outros Estados ainda estudam se juntar a eles.

Tragicômico. Alto executivo de uma das empresas que negociam hoje com o Brasil vacinas diz que há tantos prefeitos batendo à sua porta que trocará o nome da sua sala para Secretaria Nacional dos Prefeitos. Daí, se percebe uma ausência: a do governo federal…

PRONTO, FALEI! 

Foto: Asscom/SESA

Nésio Fernandes, Secretário de Saúde do Espírito Santo: “A pandemia está piorando no País conforme previsto e anunciado por cientistas. Somente o negacionismo não esperava”, sobre a terceira onda do coronavírus.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA.

Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.