Governador eleito de Buenos Aires disse a petistas que quer visitar Lula

Governador eleito de Buenos Aires disse a petistas que quer visitar Lula

Marianna Holanda

29 de outubro de 2019 | 06h00

Axel Kiciloff, governador de Buenos Aires/ Reprodução Instagram Kiciloff

Depois de o presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, ser alvo de críticas de Jair Bolsonaro por ter dito “Lula livre”, foi a vez do governador eleito da província de Buenos Aires, o peronista Alex Kicillof, também se posicionar. Ele disse a petistas que quer visitar o ex-presidente em Curitiba.

Durante a campanha, Fernández visitou o petista. Após sua eleição, na segunda-feira, Bolsonaro disse que “apoiar Lula livre é afronta à democracia brasileira”.

Petistas acompanharam a apuração dos votos argentinos no QG da chapa Fernández-Kirchner, no último domingo. O ex-ministro Aloizio Mercadante, por exemplo, chegou à capital argentina quatro dias antes do pleito para ver de perto a reta final da campanha.

Segundo petistas ouvidos pela Coluna, uma das lições apreendidas na Argentina foi: a união do peronismo foi essencial para a vitória. Se o feito parecido se repete no Brasil, aí é outra história.

Acompanhe nas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram

Tendências: