Gleisi comemora notícia de que Paulo Bernardo seria solto

Gleisi comemora notícia de que Paulo Bernardo seria solto

-

Luiza Pollo

29 de junho de 2016 | 15h44

gleisi01

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

gleisi02

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

gleisi03

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) recebeu durante reunião da Comissão do Impeachment desta quarta-feira a notícia de que seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, seria solto. A decisão foi do ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, que entendeu que não há provas que justifiquem a manutenção da prisão de Bernardo, investigado na operação Custo Brasil. Bernardo é acusado de desviar dinheiro de créditos consignados oferecidos a servidores públicos. O mesmo esquema teria beneficiado a senadora.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: