Garcia aumenta receita com impostos até abril e represa gastos com educação

Garcia aumenta receita com impostos até abril e represa gastos com educação

Coluna do Estadão

04 de junho de 2022 | 05h00

Análise feita pelo gabinete do deputado estadual Paulo Fiorilo (PT-SP) mostra que o governo paulista aumentou a receita com impostos em 20% nos primeiros quatro meses do ano. Os ganhos só com ICMS subiram 16%. Rodrigo Garcia fechou abril com quase R$ 46 bi em caixa.

Governador de São Paulo, Rodrigo Garcia. Foto: Alex Silva/Estadão

DESCOMPASSO. O aumento na arrecadação de impostos obriga os Estados a ampliar, na mesma proporção, gastos com saúde e educação. Mas até abril, segundo Fiorilo, isso não ocorreu: 18,06% da receita de impostos foi usada na educação – o mínimo legal é 25%. O represamento sugere que pode haver correria e falta de planejamento nos gastos no fim do ano só para seguir a lei, diz ele.

RAIO X. O investimento, promessa do governador na campanha no interior, está com execução baixa. Até abril, só 13% do total orçado foi liquidado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.