Forças-tarefa fazem pressão para Bolsonoro escolher PGR pela lista tríplice

Forças-tarefa fazem pressão para Bolsonoro escolher PGR pela lista tríplice

Coluna do Estadão

25 de junho de 2019 | 05h00

Presidente Jair Bolsonaro. FOTO: WILTON /ESTADÃO

Procuradores que atuam em diferentes forças-tarefa se mobilizam para pressionar Jair Bolsonaro a escolher um nome da lista tríplice para a Procuradoria-Geral da República. A estratégia passa por consolidar a percepção de que, se optar por alguém de fora, o presidente contrariará o discurso que o elegeu. Com isso, miram no que lhe é mais caro: a opinião de seu eleitorado. Investigadores argumentam que a eleição traz transparência ao processo, fortalece o Ministério Público e, por consequência, o combate à corrupção, uma das suas principais bandeiras.

Efeito… Em nota divulgada pró-lista tríplice pelos MPFs de SP, RJ, PR e DF, procuradores deixam implícito desconforto com a gestão de Raquel Dodge, que corre por fora.

…colateral. Há reclamações de falta de investimento em tecnologia e até relatos de investigadores comprando HD para armazenar documentos e provas com dinheiro do próprio bolso.

Com a palavra. Procurada, a assessoria de Raquel Dodge não se manifestou.

O apressado… Para ministros do Supremo, adiar o julgamento sobre a suspeição de Sérgio Moro dará tempo de eventuais novas divulgações deixarem mais claro qual era a relação do então juiz com a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

Mexe mais. O relator do projeto de abuso de autoridade, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), sinalizou que o “crime de hermenêutica”, que responsabiliza agentes públicos por interpretação da lei considerada equivocada, deve ficar de fora do seu texto.

Calma… Depois de conversar com Jair Bolsonaro no fim de semana, o ex-deputado Alberto Fraga procurou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para tentar intermediar acordo sobre o decreto de armas.

…lá. Ouviu de Maia que ele não criará problemas para os projetos do presidente, mas que, no caso das armas, não cabe decreto.

Aquecimento. Mesmo antes de tomar posse, o futuro ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, já vem trocando mensagens com Rodrigo Maia pelo WhatsApp.

SINAIS PARTICULARES. General Luiz Eduardo Ramos, indicado a ministro da Secretaria de Governo; por Kleber Sales

Enquadrou. O Ministério da Economia publica até o fim desta semana alterações na Lei de Informática, que dá descontos no IPI de artigos produzidos no Brasil, para atender às exigências da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Conteúdo nacional. Haverá maior flexibilidade para as empresas escolherem quais partes do processo produtivo ocorrerão no País.

Geral. A primeira portaria traz as novas regras para celulares. As mudanças atingirão, ainda, notebooks, tablets e cartuchos de toner.

CLICK. Eduardo Bolsonaro pede a Damares Alves que indefira na Comissão da Anistia o pedido de indenização de Dilma Rousseff, presa durante a ditadura militar.

Foto: Reprodução/Twitter Eduardo Bolsonaro

Lupa. O Conselho Nacional de Justiça julga hoje a contratação, pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, de empresa para criar um novo sistema de armazenamento em nuvem de dados judiciais, um projeto de R$ 1,3 bilhão, sem licitação.

Redundância. O CNJ já disponibiliza sistema semelhante para os tribunais.

Com a palavra. O TJSP informou por meio de nota que a adoção do novo sistema é questão de “inovação tecnológica” e implicará na economia de 40% do custo anual com manutenção em relação ao sistema anterior. O impacto estimado seria de R$ 1 milhão.

PRONTO, FALEI!

Deputado Pedro Paulo. FOTO: CÂMARA DOS DEPUTADOS

Pedro Paulo, deputado federal (DEM-RJ): “Esta será a primeira reforma da Previdência que sairá com capital político maior do que entrou. Será a primeira que teve gente na rua para defendê-la.”

COM JULIANA BRAGA (editora interina) E REPORTAGEM DE MARIANNA HOLANDA. COLABOROU ELIANE CANTANHÊDE

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Tendências: