Filho de Cerveró também tentou gravar Sarney

Filho de Cerveró também tentou gravar Sarney

-

Luiza Pollo

11 de junho de 2016 | 05h00

José Sarney. Foto: Dida Sampaio/ESTADÃO

José Sarney. Foto: Dida Sampaio/ESTADÃO

Em meio à indignação de ter sido gravado por Sérgio Machado, o ex-presidente José Sarney revelou, em conversas reservadas, que escapou de investidas feitas por Bernardo Cerveró. O filho do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró tentou se encontrar com Sarney, em Brasília. A reunião foi pedida na mesma semana em que Bernardo gravou conversas com o senador cassado Delcídio Amaral. Por desconhecer o rapaz, Sarney não o recebeu. Os áudios feitos por Bernardo serviram para que a PF prendesse o então líder do governo de Dilma.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: