FHC agora pede voto para ‘Alkmin’

FHC agora pede voto para ‘Alkmin’

Andreza Matais e Naira Trindade

15 Setembro 2018 | 15h31

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi ao Twitter neste sábado, 15, declarar apoio ao presidenciável Geraldo Alckmin depois de a Coluna revelar que ele havia ignorado o candidato do seu partido na rede social. FHC errou, contudo, a grafia do nome do tucano, que é Alckmin e não Alkmin, como postou.

Desde que entrou no microblog, há um mês, FHC só mencionou o presidenciável uma única vez para esclarecer seu comentário de que o PSDB deve apoiar o PT no segundo turno. Na ocasião, usou a rede social para dizer que Alckmin (com a grafia certa desta vez) iria vencer a disputa.

“Tempestade em copo de água. Reafirmo, Alckmin irá ao segundo turno. Voto não se despreza. Mãos à palmatória: não fui claro nas declarações e ficou a suspeita de alianças fora de hora e propósito. Sou contra intolerâncias políticas. Outra coisa é corrupção. Justiça nela!”, postou.

Na sexta, 14, chamou atenção um post de FHC no qual ele pede aos eleitores que avaliem virtudes dos candidatos para votar. Não indicou, porém, Alckmin como opção.

Procurado pela Coluna na sexta, FHC disse que já havia declarado voto em Alckmin em artigos e que faria novas afirmações nesse sentido “no momento oportuno”. A eleição ocorre em três semanas. (Andreza Matais e Naira Trindade)