‘Fechamento da fronteira é muito ruim para os dois países’, diz governador de Roraima

‘Fechamento da fronteira é muito ruim para os dois países’, diz governador de Roraima

Coluna do Estadão

22 de fevereiro de 2019 | 16h28

Ricardo Moraes/Reuters

O governador de Roraima, Antônio Denarium, gravou um vídeo para as redes sociais nesta sexta-feira, 22, véspera do dia D da ajuda humanitária, em que alerta para problemas de abastecimento na região caso a fronteira continue fechada.

“O fechamento da fronteira é muito ruim para os dois países, haja vista que nós temos uma relação comercial muito intensa com a Venezuela”, disse Denarium em áudio obtido pela Coluna do Estadão.

“Nós exportamos alimentos para eles e importamos produtos destinados à agricultura e à pecuária, como fertilizantes e calcário. E nós precisamos desses produtos venezuelanos”, afirmou.

O governador conta ainda sobre os cortes diários energia elétrica que têm ocorrido nos últimos dias. O Estado é abastecido por energia da Hidrelétrica de Guri na Venezuela. “É muito importante que se haja uma solução para que a fronteira seja aberta e que possa ser mantida em harmonia o relacionamento entre a população de Roraima e da Venezuela”.

O presidente do país vizinho, Nicolas Maduro, determinou que a fronteira fosse fechada ontem à noite, para evitar que a ajuda humanitária chegasse na Venezuela. Apesar disso, o governo brasileiro manteve a decisão do envio de medicamentos e alimentos para sábado, 23.  (Marianna Holanda)

Tudo o que sabemos sobre:

Antonio DenariumRoraimaVenezuela

Tendências: