Ex-tesoureiro do PT, Paulo Ferreira tem colaborado com investigações

Ex-tesoureiro do PT, Paulo Ferreira tem colaborado com investigações

­

Coluna do Estadão

17 Agosto 2016 | 06h30

Paulo Ferreira. Foto: Sergio Castro/AE

Paulo Ferreira. Foto: Sergio Castro/AE

Investigadores veem boa vontade do petista Paulo Ferreira, ex-tesoureiro do partido, em colaborar com as investigações. Ele deveria ter sido transferido da superintendência da PF dia 27 de julho, onde está preso, mas ficou.

O petista é acusado em duas operações da PF. Em uma delas, teria recebido propina de empresa que construiu o Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (CENPES) da Petrobrás no Rio de Janeiro. Em outra, teria sido beneficiado de dinheiro desviado do Ministério do Planejamento.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Mais conteúdo sobre:

Falante