Evangélicos seguirão pressionando a Receita

Evangélicos seguirão pressionando a Receita

Coluna do Estadão

23 de setembro de 2019 | 05h00

Secretário da Receita Federal, Tostes Neto. Foto: Sidney Oliveira/Agência Pará – 38/3/2015

A troca no comando da Receita não arrefecerá a pressão da Frente Parlamentar Evangélica para concretizar suas demandas. A lista que Tostes Neto herdará de Marcos Cintra inclui pedidos que vão da anistia de multas até a simplificação de burocracias para as igrejas. Paulo Guedes não desconsiderou as pressões políticas do cargo ao escolher Neto, que já foi secretário da Fazenda do Pará em 2011. A bancada aprova a experiência a mais no campo político e lembra que o desgaste de Cintra começou quando anunciou CPMF para os templos religiosos.

O que querem. Um dos pedidos é para desobrigar as igrejas do ECF, uma declaração que serve, entre outras funções, de base para calcular o CSLL. Reclamam da multa mensal de R$ 500/mês por atraso.

Contabilidade. Na lista compartilhada entre os parlamentares, há um destaque para o fato de Cintra não ter atendido a nenhuma das demandas “100%”.

Fogo… Com quem conversou, Cintra atribuiu sua queda a boicote interno. Ele viu movimento de colegas para emplacar Rogério Marinho e a economista Vanessa Canedo no comando político e técnico da reforma tributária.

…amigo. Na avaliação do ex-secretário, quando o presidente Jair Bolsonaro reclamou, como sempre faz ao se falar em CPMF, Guedes engatou e escolheu exonerá-lo. “Foi traição”, teria desabafado a aliados.

Frito… A Presidência está sem secretário de Imprensa há mais de um mês — desde a passagem relâmpago de jornalista Paulo Fona, demitido por Bolsonaro.

…igual pastel. Não há perspectiva de preenchê-lo. Um interlocutor diz que é “cadeira elétrica”. Ou seja: quem sentar vai fritar.

SINAIS PARTICULARES. Jair Bolsonaro, presidente da República; por Kleber Sales

Cedendo… Eduardo Bismarck (PDT-CE), presidente da comissão especial da PEC 48, que tira a Caixa como intermediária dos repasses federais para municípios, esticou o prazo para audiências até o final de outubro, a pedido do governo.

…de cá. Querem encontrar uma solução meio-termo. A tarefa não será fácil: o apelido da proposta nos bastidores é “PEC dos Sonhos dos Prefeitos”.

Tubarão. Nas entrevistas para seu novo livro, Luis Humberto Carrijo, autor do sucesso O Carcereiro, pescou um peixe grande no mar onde nadavam livremente doleiros, lobistas e outros tubarões do País.

Tubarão 2. Uma das revelações do peixão é explosiva: a banca dos grandes advogados os orientava sobre como escapar dos anzóis da Polícia Federal e da Receita. O livro tem previsão de ser publicado no primeiro semestre de 2021.

PRONTO, FALEI!

Lafayette de Andrada. FOTO: NAJARA ARAUJO/CÂMARA DOS DEPUTADOS

De Lafayette Andrada, deputado federal (Republicanos-MG): “A questão do excludente de ilicitude tem de ser olhada com muita cautela, diante das consequências que pode trazer”, sobre a proposta no Pacote Anticrime.

COM REPORTAGEM DE JULIANA BRAGA E MARIANNA HOLANDA

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Tendências: